Milão 2016 – Histórias de design

23 de Maio de 2016
Tendências Milão 2016 – Histórias de design

Três dias antes da abertura da feira, Milão parece vazia. Parece mais fácil pensar a cidade como um complexo tabuleiro de fragmentos e espaços dedicados ao habitar. Mas em breve serão espaços de recepção de milhares de seres interessados no presente e no futuro do design.

Estarão aqui, em 48 horas, e a urbe se transformará num enredo de encontros e desencontros, de vidas e experiências vertiginosas cruzadas por interesses em comum. Algumas das pessoas que conhecemos tomarão atitudes desconcertantes, enquanto aquelas desconhecidas se apresentarão nos diferentes papéis de atuação para a ocasião.

E encontraremos os amigos de sempre, aqueles que vêm do Brasil e das demais partes do mundo, e aqueles que nos recebem na cidade, sempre.

Não é para menos. O Salone del Mobile festeja seus primeiros 55 anos com uma proposta de comunicação e imagem renovadas e uma oferta comercial de mais de 1.300 expositores. Isso sem contar as 500 atividades paralelas e exposições Fuori Salone agrupadas em cinco distritos dentro do tecido urbano da pequena metrópole.

A cidade sofreu uma rápida metamorfose nos últimos anos devido à chegada de recursos para a Exposição Internacional durante 2015, com a consequente mudança de aspecto em pequenos núcleos da cidade.

As regiões de Brera e San Babila, com suas lojas elegantes, compreendem a situação do momento. Uma forte crise econômica na última década tem obrigado a repensar o valor local da cultura e como a plataforma urbana pode ser muito útil para recomeçar. Nestes dias, ruas e espaços estão lotados pelos seus habitantes e turistas que tomam a cidade de surpresa, sobretudo os espaços dedicados ao design.

Uma nova arquitetura revigorante marca a imagem recente de Milão, atenuando as questões sobre a contemporaneidade que foram esquecidas pela maioria das demais cidades italianas.

A poucas centenas de metros da catedral metropolitana, do Duomo, a praça Gae Aulenti representa, com seus prédios altos e sustentáveis, o futuro da cidade lombarda. No Sul, I Navigli, os canais de água projetados há 500 anos por Leonardo da Vinci, movimentam as tribos dos mais jovens, enquanto num lugar bem próximo, a recém-inaugurada Fondazione Prada projetada por Rem Koolhaas, define um landmark obrigatório para os interessados nas vanguardas.

01- Piazza Gae Aulenti

Piazza Gae Aulenti
Uma nova estrutura para Milão recicla o tecido urbano e a arquitetura na Porta Garibaldi.

02- Fondazione Prada

Fondazione Prada
Uma série de novos e velhos prédios que se requalificam no Sul da cidade. Magnifico projeto REM KOOLHAAS / OMA.

Outros distritos de design lutam por renovadas identidades. A Zona Tortona, região primordial para apreciar as tendências, subsiste entre alguns acertos com a presença das empresas que não encontram lugar dentro da Feira.

O bairro Ventura Lambrate, floresce graças ao pensamento positivo dos jovens que, junto às próprias inexperiências e ambiguidades, outorgam força e valor no mundo que se transforma.Perto do centro, o grande parque Sempione abastece um coração verde para os habitantes. É nesse território onde o Palazzo della Triennale marca presença desde 1930. Talvez o melhor lugar para visitar as exposições dedicadas ao design.

03- Palazzo della Triennale

Palazzo dela Triennale
Entre os melhores espaços para ver exposições alternativas sobre design, gráfica e arquitetura. Prédio projetado em 1933 por GIOVANNI MUZZIO no parque Sempione.

A 20 minutos dali, o metrô da linha vermelha nos levará ao Salone del Mobile, na estação Rho-Pero. Um gigantesco sistema arquitetônico composto por imponentes pavilhões com formas de crateras, dunas e ondas idealizados por Massimiliano Fuxas.

04- Salone del Mobile

Salone del Mobile

As histórias de design são muitas e resulta impossível resumi-las. Para esta edição, abordaremos as mais eloquentes dentro da Feira, aquelas que se referem às questões mais próximas ao design. Por um lado, a necessidade de saber como foram feitos os produtos e, por outro, o que comunicam. As histórias melhor contadas serão aquelas que conseguirão entrelaçar as pontas dessa espiral.

Antes de começar, os aplicativos baixados no celular nos facilitam a mobilidade. Podemos ver mais coisas, mais rápido e em menos tempo. Mas a questão é o que escolher, dentro de tanta abundancia, e o que nos permitiremos ver, atentamente.

Chaise Longue FRAME SOFT

05- ALIAS- LONGFRAME SOFT

Pureza formal na delicada estrutura cromada na cor preta revestida com couro Frau Color System e tecido KVADRAT, para a empresa ALIAS.

Cadeira TWIG

06- ALIAS - Twig by Nendo

Desenhada por NENDO para ALIAS, Twig já foi projetada em diferentes tipologias no passado. Na versão presente, incorpora a madeira como material primordial, mantendo sua condição formal “inacabada”.

CADEIRA CATIFA

07- ARPER. CADEIRA CATIFA

Projetada por LIEVORE ALTHERR em 2004 para ARPER, ao longo dos anos foram incorporados diferentes modelos e texturas. As mais recentes, sempre com formas essenciais, se renovam com uma paleta de cores ousada e novos acabamentos em plástico e couro, mantendo também a versão original monocromática.

Divisórias PARENTESIT

08- ARPER - PARENTESIT_02

Elementos modulares de grande funcionalidade em escala arquitetônica para separar ambientes de trabalho e domésticos. Desenhadas por LIEVORE ALTHERR MOLINA para ARPER, nos lembra os interiores minimalistas japoneses. As divisórias se organizam em diferentes molduras de metal preto e painéis em tecido com formas geométricas intercambiáveis.

Coleção KAARI

09- artek-kaari-collection-bouroullec-designboom-04

10- artek-kaari-collection-bouroullec-designboom-10

11- artek-kaari-collection-bouroullec-designboom-13

Uma série de mobiliário que tem a peculiaridade de utilizar elementos externos em aço e madeira para complementar a peça tanto nos apoios como nos suportes. Desenhada pelos irmãos BOUROULLEC para ARTEK, a coleção é pensada como um sistema de hibridação entre elementos que trabalham conjuntamente, permitindo a montagem de cada tipologia.

Chaise Longue LACHER PRIZE

12- CAMPEGGI-Lacher prise

Estrutura simples que evoca o prazer e a brincadeira no design. MATALI CRASSET projeta a peça para CAMPEGGI, uma alternativa ligada ao prazer da contemplação para sonhar com os olhos abertos.

Sofá BEAM

13- CASSINA_Beam Sofa System_Patricia Urquiola

14- CASSINA_Beam Sofa System_Patricia Urquiola_amb

Uma combinação interessante entre assentos e encostos macios sobre uma estrutura rígida em forma de viga. Pequenas mesas podem ser incorporadas à estrutura conformando uma linguagem mutante no conjunto. O sofá, projetado por PATRICIA URQUIOLA para CASSINA, incorpora novos tecidos desenhados por GIULIO RIDOLFO, onde as formas sinuosas são finalizadas com costuras “pizzicato”, resistentes e regulares em todo o perímetro.

Poltrona GENDER

15- CASSINA_Gender_Patricia Urquiola 16- CASSINA_Gender_pouf_Patricia Urquiola

PATRICIA URQUIOLA desenha para CASSINA uma poltrona com identidade mutável baseada nas combinações cromáticas e de material. Uma estrutura fina e resistente permite a inclinação de até 15 graus, incorporando maior conforto, enquanto cuidadosos estratos de tecido e couro, com uma rica gama cromática, incorporam conceitos e detalhes de índole artesanal.

Poltrona ZH One

17- CASSINA_ZH One prototype_Zaha Hadid

18- CASSINA_ZH One prototype_Zaha Hadid

Protótipo projetado pela recentemente desaparecida ZAHA HADID, a poltrona foi apresentada na loja de CASSINA, em Via Durini. Uma interpretação colorida do cubo, com variações cromáticas que estimulam a linguagem complexa da peça.

Poltrona UTRECHT

19_CASSINA_Utrecht Collectors’ 19- Poltrona Utrech. Limited Edition_Bertjan Pot Boxblocks fabric_beige

Edição limitada da famosa poltrona de 1935 e produzida atualmente pela CASSINA, incorpora nesta edição novos estofados desenhados pelo artista BERTJAN POT. São 8 fios coloridos que se misturam em combinações de dois por vez, criando uma paleta de 16 cores entrelaçadas.

Mesas MAKI

20-Crassevig_Maki_Drill_Design_1

21- Crassevig_Maki_Drill_Design_3

A composição de poucos e simples elementos criam uma série de alternativas e longitudes para mesas baixas que se incorporam formalmente dependendo das caraterísticas dos ambientes.

Projetados por DRILL para CRASSEVIG, são formadas por multiestratos de laminado prensados a alta pressão, com uma estrutura metálica tubular de suporte.

Sofá ESSENTIAL

22- EDRA - Essential 04

23- EDRA- Essential 03

FRANCESCO BINFARÈ desenha para EDRA uma obra sofisticada. Define sua peça como um processo elementar e elegante que registra as mudanças dos costumes e comportamentos humanos. Almofadas macias e inteligentes se adaptam ao movimento do corpo, estruturas flexíveis trazem um amplo leque de liberdades para posturas e movimentos, enquanto sua forma essencial estimula o encontro entre as pessoas.

Stand da KARTELL

24- Stands_KartellTalkingMinds

Corredores e salas como labirintos dão forma a TALKING MINDS (mentes falantes), o lema da empresa made in Italy para este ano.

Luminária KABUKI

25- KARTELL - Luminária_Kabuki

Novas medidas e escalas para este fabuloso objeto projetado por FERRUCCIO LAVIANI para KARTELL. As luminárias são feitas de tecnopolímero injetado, um termoplástico que permite a construção de superfícies perfuradas e vazadas e, ao mesmo tempo, resistentes.

Banqueta SAG

26- MDF - Banco SAG-1

Sofisticada peça para interior e exterior, está concebida como um objeto dobrado em si mesmo, composto por uma aparente estrutura em tecido que forma as colunas convexas como suporte. Projetada pelo japonês NENDO para MDF ITALIA, tem uma estrutura em poliuretano rígido com duas tipologias de assento: em poliuretano integral macio (FreeForm) ou em multiestrato de Bambu.

Mesa ASTERIAS

27- MOLTENI - Mesa Asterias. Patricia Urquiola

Uma base sinuosa para esta mesa de PATRICIA URQUIOLA para MOLTENI, que lembra a forma de uma pétala. Realizada em madeira curvada que conformam os gomos, com uma técnica sofisticada de moldes 3D, tem um tampo giratório que pode ser encomendado em duas medidas deferentes.

Sofá BELT

28- MOROSO - Sofá Belt - Patricia Urquiola

29- MOROSO - Sofá Belt - Patricia Urquiola

Novamente a designer espanhola PATRICIA URQUIOLA assina este sofá baseado no conceito Open Source, composto por assentos cada vez mais macios e confortáveis com uma estrutura “abraçada” por cintos de tecido elástico que se entrelaçam entre as almofadas e a estrutura dos assentos.

Para a empresa MOROSO.

Sofá TRICLINIUM

30- MOROSO - Sofá Triclinium - Front

A peça híbrida e elegante, que transita entre uma chaise longue e um sofá de pequenas proporções, traz uma interessante união entre uma estrutura tubular simples e elementos artesanais compostos por um sofisticado trabalho em tecido. Desenhado pelo grupo sueco FRONT para MOROSO, este pequeno sofá se apresenta como uma paisagem que se transforma continuamente, pelo uso de almofadas e assentos em cordas entrelaçadas.

Sistema LLOYD

31- POLTRONA FRAU - LLOYD. Jean-Marie Massaud

32- POLTRONA FRAU - lloyd-poltrona-frau-bookcaseUma série de estantes do designer francês JEAN-MARIE MASSAUD propostos para POLTRONA FRAU, realizados com uma tecnologia avançada que mistura materiais tradicionais, como madeira e couro, em uma estrutura sólida e simples. Uma partitura de “grelhas” em madeira funciona como pequenos biombos móveis nas prateleiras, outorgando jogos de luz e sombra ao conjunto.

MOOD

33- THONET - Mood

34- THONET - Mood.jpg

A empresa alemã THONET traz para este ano um design completo e integral dos ambientes, propondo novas versões dos produtos clássicos da companhia na coleção MOOD. A questão doméstica é o núcleo conceitual da proposta, com novas cores e tecidos para seus desenhos, como as cadeiras S 33 y S 34, de Mart Stam, o banco S 35 e a mesa auxiliar B9, de Marcel Breuer, e a cadeira Cantilever S 533, de Ludwig Mies van der Rohe, com a versão para os espaços externos, como novidade.

Sistema USM

USM_Centro_Svizzero_Milano_2016

USM_Centro_Svizzero_Milano_2016

37- USM Inos Box_02

A vibrante estrutura de prateleiras da casa suíça se renova incorporando caixas que fazem as vezes de gavetas abertas, em distintos tamanhos. A USM INOS Box é feita em feltro de poliéster, um material muito agradável ao tato e que pode ser lavável. As cores propostas são o cinza e o antracite.

38- ZANOTTA - sofá Botero

Sofá BOTERO

39- ZANOTTA - sofá Botero.jpg

Uma imagem poética evoca camadas tectônicas que abraçam o espaço com uma superfície contínua de encostos e braços. A estrutura e o acolchoamento se definem com uma linguagem única e uniforme, onde as costuras permanecem escondidas entre as linhas horizontais. Uma estrutura componível e cuidadosamente estudada em cada detalhe, com um esqueleto em liga de alumínio. Projeto de DAMIAN WILLIAMSON para ZANOTTA.

41- VITRA Stand

42- CASA VITRA

VITRA

40- VITRA Stand

43- CASA VITRA

Entre as empresas mais interessantes no cenário internacional do design, VITRA se renova com uma ampla estratégia entre comunicação, imagem e mercado.

Há mais de dez anos a designer holandesa HELLA JONGERIUS iniciou uma parceria profissional com a empresa, para ampliar as propriedades de texturas e cores e redefinir alguns conceitos e linguagem dos produtos clássicos, tanto na coleção do Século XX como nos clássicos contemporâneos. Uma biblioteca de cores inteligentes que facilitam a criação de novos ambientes, tanto domésticos como os espaços para o trabalho, define cores específicas para cada autor.

A Vitra Colour & Material Library preenche um espaço de destaque na história do design, tanto nas maxi-prateleiras dentro da Feira, expostas como se fossem miniaturas, como nas exposições temáticas espalhadas pelo mundo.

Cadastre-se e receba novidades

Quer ficar sabendo sobre promoções, notícias e informações do CasaPark?

Cadastre-se