Itaú Cultural comemora três décadas de sua criação com um de ciclo de filmes produzidos no mesmo período no Brasil

10 de Agosto de 2017
Notícias Itaú Cultural comemora três décadas de sua criação com um de ciclo de filmes produzidos no mesmo período no Brasil

As exibições ocorrem nos Espaços Itaú de Cinema de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Curitiba, Porto Alegre e Salvador, com ingressos gratuitos, e também online, no site do instituto

A Mostra Itaú Cultural 30 Anos de Cinema Brasileiro exibe 36 filmes, que representam um panorama de ficções, documentários e animações realizados nas últimas três décadas. A seleção contempla obras da geração de diretores paulistas dos anos 1980, como A Dama do Cine Shangai, 1987, de Guilherme de Almeida Prado; passa pela retomada com Carlota Joaquina – Princesa do Brazil, 1995, de Carla Camurati; apresenta grandes bilheterias como 2 Filhos de Francisco, 2005, de Breno Silveira; destaca as animações com o premiado O Menino e o Mundo, 2014, de Alê Abreu. Entre os documentários estão filmes como Santo Forte, 1999, de Eduardo Coutinho, e Martírio, 2016, de Vincent Carelli. Questões sempre latentes na sociedade brasileira, como gênero, racismo e direitos indígenas, estão presentes em Serras da Desordem, 2006, de Andrea Tonacci, A Paixão de JL, 2014, de Carlos Nader e Branco Sai, Preto Fica, 2014, de Adirley Queirós.

A programação se estende de 10 a 16 de agosto nas salas dos espaços Itaú de Cinema nas capitais de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul e Bahia, além do Distrito Federal. Está programada, também, a exibição de quatro títulos online no Canal do Itaú Cultural (http://www.itaucultural.org.br/explore/canal/), entre os dias 6 e 16 de agosto. Anjos da Noite, de Wilson Barros, a partir do dia 6; Santo Forte, de Eduardo Coutinho, a partir do dia 7; A Negação do Brasil, de Joel Zito Araújo, a partir do dia 8; e Ela Volta na Quinta, de André Novais Oliveira, a partir do dia 9. São lançados sempre às 21h e permanecem online e na íntegra até o final da mostra, em 16 de agosto.

Em 11 dias de programação nestas seis cidades e pela internet, o público terá a possibilidade de rever 36 filmes, representando 30 anos de produção nacional, em um total de 335 horas de cinema brasileiro, o equivalente a mais de 20 mil minutos somados em 198 sessões gratuitas. A curadoria é uma parceria de Adhemar Oliveira, diretor de programação da rede Espaço Itaú, e o Núcleo de Audiovisual e Literatura do instituto.

“Não se trata única e exclusivamente de uma seleção de melhores filmes, mas , principalmente, de obras representativas de movimentos estéticos, ciclos econômicos, de produções independentes até as de grande orçamento, filmes que apresentam temáticas importantes de serem debatidas e que marcaram a história do cinema nacional””, observa Claudiney Ferreira, gerente do Núcleo de Audiovisual e Literatura do Itaú Cultural.

“Vários recortes podem ser montados a partir das experiências gravadas por homens e mulheres sobre as histórias, reais ou fictícias, que marcaram época”, observa Oliveira. “Escolhemos uma seleção que, a nosso ver, dá uma panorâmica sobre a cinematografia brasileira, que também colocamos no mercado durante os últimos 30 anos”, conclui.


SERVIÇO
Mostra Itaú Cultural 30 anos de cinema brasileiro
De 10 a 16 de agosto:
Nas salas do Espaço Itaú de Cinema SP (Augusta) / RJ / DF / CUR / POA / SAL
Horários e faixa etária diversos (consultar programação)
Entrada gratuita
A partir das 21h do dia 6 de agosto, em exibições online até a 16 de agosto:
Canal Itaú Cultural

Cadastre-se e receba novidades

Quer ficar sabendo sobre promoções, notícias e informações do CasaPark?

Cadastre-se